Os flotadores são usados como pré-tratamento da água e efluentes para redução de carga orgânica (DBO), pré-separação de resíduos minerais, vegetais e orgânicos, recuperação de óleos emulsionados, fibras de papel, efluentes de curtumes, refino de óleo, conservas, lavanderias, recuperação de lanolina, matadouros e frigoríficos, petroquímicas, fabricas de celulose e papel e mineradoras e adensamento de lodo ativado produzido em reatores biológicos. São usados também para controle de odores da água e como sistema de oxigenação temporário da água ou fluido.

A flotação no tratamento de efluentes e água separa líquidos de sólidos com nuvens de microbolhas de ar que arrastam as impurezas em suspensão para a superfície. Para aplicações industriais se usa a flotação por ar dissolvido, com microbolhas da ordem de micra e a flotação por ar disperso, com bolhas maiores, para arraste de partículas de maior facilidade de remoção. A eficiência da flotação ou flotador depende da relação ar/sólidos e tamanho da bolha. Quanto maior a quantidade de ar e menor o tamanho da bolha, mais eficiente o flotador. As bolhas produzidas no flotador têm efeito sobre a agregação das partículas e uma boa dispersão ar/sólidos para a colisão e agregação de partículas com as microbolhas é indispensável. A flotação permite o controle e remoção de gases e odores da água; o oxigênio/ar fornecido ao líquido em flotação leva a oxigenação à saturação. Com a oxigenação temos um controle dos agentes de produção de odores (microrganismos) e dos gases dissolvidos no efluente.

Inserir anúncio grátis
RSS AMBIENTAL MERCANTIL

SIGA-NOS NAS REDES:

Estatísticas

58222 visualizações

516 Anúncios

638 usuários